Tecnologia identifica descarte inadequado de lixo por grandes empresas

Novo sistema auxilia a gestão pública no controle de resíduos industriais

Um novo sistema eletrônico criado no Paraná e voltado para a administração pública pretende identificar, cadastrar e monitorar o descarte inadequado de lixo no país.

Desenvolvido pela Habicad – empresa paranaense de tecnologias voltadas à gestão pública, este sistema auxilia os municípios na fiscalização da geração e descarte de resíduos. Com ele, é possível classificar grandes geradores de resíduos, rastrear os equipamentos utilizados para a coleta, que devem ser cadastrados no sistema, e detectar onde foram descartados.

“O objetivo é usar a tecnologia a favor do meio ambiente. Com o nosso sistema é possível controlar a coleta do lixo e evitar que seja descartado em locais impróprios, causando dano ao ambiente e até à saúde da população”, explica Irapuan Moro, diretor de desenvolvimento de negócios da Habicad.

O descarte inadequado de lixo é proibido no Brasil desde 1954, quando foi instituída a Lei 2.312 e, depois disso, foi reforçada pela Política Nacional de Meio Ambiente, em 1981, e pela Política Nacional dos Resíduos Sólidos em 2010. Mas, na prática, ainda há muita irregularidade.

“A ideia é que as prefeituras, através desta solução terceirizada, monitorem e tenham o total controle da produção de lixo, podendo sistematizar as ações de sustentabilidade ambiental e de saúde. A iniciativa, com certeza, diminuirá muito as irregularidades quanto ao descarte de resíduos. Sem contar que dá total transparência à prestação de contas do município”, afirma Irapuan Moro.    

Atualmente, a maioria dos municipios realiza este cadastro em formulários simples e até mesmo físicos, o que dificulta esta gestão. Com a implantação de um sistema online, este processo torna-se mais prático e efetivo no controle do descarte irregular, que gera multa de acordo com cada localidade e do tipo e quantidade de resíduo despejado.

Curitiba tem, pelo menos, 80 pontos de disposição irregular de resíduos, principalmente, de entulhos e construção civil. Os dados são do Departamento de Limpeza Pública, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. As multas na cidade variam de R$ 11 a R$ 115 mil.

A Habicad é uma startup de tecnologia criada em 2015 no Paraná e desenvolve diversas soluções que auxiliam a gestão pública como um todo. O seu sistema mais conhecido é o voltado para programas de habitação popular, que auxilia no armazenamento, análise e controle de dados das famílias inscritas. Em Ponta Grossa, o sistema já atendeu 20 mil famílias e diminuiu as filas do atendimento a quase zero. Agora, a Habicad vai mostrar como as inovações tecnológicas podem ser muito benéficas também para o controle da coleta de lixo.

Curitiba tem, pelo menos, 80 pontos de disposição irregular de resíduos, principalmente, de entulhos e construção civil.
Curitiba, 14/06/2019. Foto: Isabella Mayer/SMCS
© 2018. Dionísio Recicláveis por Osmium.